ENAI-SP participa da 9ª edição da Competição Mundial de Ponte Macarrão

Três equipes da Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Mange, de Campinas, foram premiadas na 9ª edição da Competição Mundial de Ponte Macarrão, que aconteceu entre os dias 20 e 23 de maio, na Universidade de Óbuda, em Budapeste, na Hungria. Elas conquistaram o segundo, quarto e quinto lugares na competição, com pontes de macarrão que suportaram 355,3kg, 274,9kg e 240,2kg respectivamente. 

Dois professores e 10 alunos do Curso Superior de Tecnologia em Fabricação Mecânica tiveram que construir pontes de macarrão com 1 metro de distância entre os dois apoios e com peso máximo de 1kg. Além do macarrão in natura, as equipes puderam utilizar cola, uma peça de madeira e um olhal, esses dois últimos materiais definidos pela organização do evento.Eles também tiveram que aplicar os conhecimentos adquiridos durante as aulas de cálculo, física e estrutura dos materiais. Depois de pronta, as pontes foram submetidas a uma carga até romper – e as que suportaram mais carga foram consideradas vencedoras.

Os preparativos para a competição começaram ainda no Brasil. Aqui, eles dedicaram horas de estudo para definir a geometria dos macarrões. Os materiais foram levados para a Hungria para serem transformado nas pontes em apenas em três dias. “Para nós, é importante proporcionar aos alunos e aos docentes uma experiência internacional. Os ótimos resultados mostram que os ensinamentos passados em sala de aula foram realmente absorvidos pelos alunos, além, é claro, dos valores que são trabalhados no SENAI-SP, como iniciativa, planejamento, trabalho em equipe, companheirismo, comprometimento e saber fazer”, diz Marcus Vinicius Begossi, coordenador de atividades técnicas do SENAI Roberto Mange.

As equipes foram premiadas com troféu e certificado.

Sobre o evento:

Competição Mundial de Ponte Macarrão acontece desde 2011. De lá para cá, a competição já contou com a participação de 17 países, 143 equipes e um total de 278 estudantes. Ao todo, já foram construídas 170 estruturas de espaguete, que juntas suportaram mais de 28 toneladas de carga. Diversos professores da Universidade Johns Hopkins, nos EUA, e da Instituição de Engenharia e Tecnologia (IET), do Reino Unido, já participaram do evento como observadores.

Assista ao vídeo oficial do evento

Asssta ao vídeo de homengem aos alunos e docentes